Son of a Gun

  

   Tudo bem?Como você tem passado o seus dias?Bem, os meus foram os mais instigantes o qual eu poderia ter experimentado.Foram meses em que eu havia tomado uma das decisões mais difícies da minha vida…(nossa, que trajedia!).Mas cada minuto vivido valeu a pena.Foi barra no inicio, no fim e no meio, mas foi diferente, e isto era tudo que eu precisava…aventura!

   Você tem dependido de quem?Eu, sem a Presença do Rei, não chegaria ao segundo “round”.Sabe, momentos em que passamos no meio da tempestade, ou em meio a um deserto, parecem ser os melhores momentos de qualquer cristão.O sofrimento nos empurra de volta ao lugar de onde nunca deveríamos ter saído (ou nos força a continuar a jornada…).Da presença…da doce presença de Deus.Sabe, eu aprecio cada minuto que passo quando a luz se apaga, e não consigo mais vislumbrar nada, nada mesmo.São dias em que Deus me traz novas canções, me ensina algo novo.São dias em que sinto prazer em estar com Ele (Jesus).

   Sabe, deveríamos confiar mais em Jesus.Esta falta de fé e maturidade nos faz passar muitas e muitas vezes neste vale de baixa humidade.Será que seria necessario excurcionar  neste verdadeiro “deserto de Mojave” só para sermos fortalecidos?Será que é tão difícil crer?

    É incrivel como as pessoas não conseguem acabar com seu arsenal bélico de destruição de sentimentos, de corações, da afeição das pessoas ao seu redor.Tentaram me roubar tudo, até a minha alegria, o meu amor e a minha eduçaõ e doçura com os outros.Por um momento, tutibeei, e quase pereci na mão deles, mas eu não desisti, eu persisti.Você sabia, fazendo um rápido pararlelo, que não exite crescimento nos lugares altos, nos montes?O ar é muito rarefeito, até mato cresce com dificuldade.Saiba que o verdadeiro crescimento esta nos vales.É onde estão as árvores gigantes.É aonde toda a vida acontece.Já esteve no alto da montanha?E então, é verdade mesmo?!Pois bem.No último minuto, as coisas aconteceram, pois busquei ser como Jesus, busquei ser uma rocha, ou melhor dizendo, uma casa alicerçada a ela.

   Meus inimigos desfaleceram aos meus pés, e fugiram por sete caminhos.Medo, preguiça, ansiosidade, amargura, decepção.Todas elas fugiram.Até tentaram alcançar a minha familia, mas não, não senhor, nela você não trisca!Eu não aceito nada disto na minha vida, e por um breve momento, quase por dois segundos, eu tutibeei, quase na marca do penalti, próximo de consumar a minha vitória.Eu não resisti ao poder de Deus, mas resisti ao diabo.Ele fugiu.

   O poder de Deus consiste em nossas decisões.Até onde você vai por Ele?E com Ele?Até aonde temos negado sermos felizes, só por que achamos que a felicidade não é para os filhos de Deus, e sim sacrificio, deserto, tempestade, batismo de fogo, pecado, se desviar, esfriar.Credo.Você já pensou em ser alegre, bem humorado?É meu amigo, ninguém vai roubar o que há de mais precioso em mim:A Presença e a Sua alegria.Continue a caminhada em meio ao furacão.Você já tentou voar contra o vento?É a única forma.Eu sou Filho de Deus, escolhido dentre muitos para ser objeto do seu amor e da Sua atenção.Você também.Não desanime com os filhos das armas (son of a gun – uma canção de rock bem, bem antiga, só pra fazer um pequeno link…), que só nos ferem.

   Venha crer comigo!!!

Anúncios

Um pensamento sobre “Son of a Gun

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: