Vixi, Lá vem o Chaves de Novo!

Vixi, Lá vem o Chaves de Novo!.

Projeto da bíblia em 4 estações! Clique e confira!

Vixi, Lá vem o Chaves de Novo!

Vixi, Lá vem o Chaves de Novo!.

Projeto da bíblia em 4 estações! Clique e confira!

Minha Revelação Sobre Música

Minha Revelação Sobre Música.

Clique no link, ele lhe redicionará para o blog cletivo que participo semanalmente.

Me Jogue no Lixo

Me Jogue no Lixo.

Clique no link e leia no site que escrevo uma vez por semana o projeto de leitura da bíblia em um ano, o “Bíblia em Quatro Estações”!

A Igreja Multi – Cultural – Parte 2

Tracy Morgan é um comediante norte americano, super famoso por sua atuação no seriado que é televisionado no Brasil pela Sony, “30 Rock”. Em um país cristão protestante, Tracy é um típico cristão que vai a igreja.

Assistimos – eu e meu pai, a um de seus shows de stand up comedy. Esperamos, talvez uns 10 minutos, e nada de engraçado estava acontecendo. Piadas racistas, preconceituosas de todas as espécies e muito, mas muito palavrão. Sabe, há uma piada corrente que é mais fácil ter um ator de stand up comedy do que oxigênio na Terra. E esta onda é legal, porque rimos… de quê?

Tracy Morgan

Tracy Morgan

A comédia a vida é maravilhosa, mas a igreja esta tolerante à iniquidade. Talvez eu assista a um show hoje, movido ao nome do ator/atriz. Vou rir. Mas eu e você sabemos que existe muito veneno nisto. Você ri de uma situação qualquer, e daqui a pouco, rimos do pecado…

Digo isto, não como um falso moralista, ou talvez você ainda não entendeu aonde quero chegar. O evangelho e a Igreja Triunfante de Jesus não faz parte da mera cultura pop. Exerça seu senso crítico e perceba a mentira por de traz do senso comum de que “tudo nos é lícito”, se esquecendo que a bíblia que carregamos completa com “mas nem tudo nos convém”. A parceria entre igreja e mundo – como “sistema de coisas”, tem sido um sucesso. Talvez até agora. A vida pode ser engraçada, triste, feliz. Posso estar em um anfiteatro e rir das minhas fraquezas. Mas quanto disto não esta encharcado com a imundice da iniquidade e do pecado? Estamos rindo da fome, da pobreza, de um santo que luta contra o pecado, de pastores, de autoridades, de homossexuais, do racismo, da morte? Entendeu?

A Igreja Multi – Cultural – Parte 1

Já a algum tempo, tenho evitado exortar, e este é o caminho que vou me esforçar a trilhar. Mas algo te me incomodado muito nestes dias: A graça de Deus.

Participo de um projeto de leitura anual da bíblia e a cada leitura, percebo que aprendi diferente do que o que está escrito nas Escrituras.

Amar sem condições
Estava conversando com uma colega neste domingo, na minha igreja. Ela me confessou que não “ia com a minha cara” e que preferia “parar de cantar a participar do meu grupo de música”. “Talvez você tenha mudado, Wellington, pois as pessoas te tratam diferente hoje”.

Quando me converti, eu era punk, e não havia sido discipulado. Foi nesta época que entrei no grupo. Bem, eu não sabia, mas ela me disse que as pessoas me evitavam e falavam muito mau de mim. É assim que tratamos um novo convertido? Talvez ele não siga as regras, seja diferente de vários aspectos, e nós “evitamos falar com eles”. Quanto amor dispensamos pelo nosso carro? Fica claro a inversão de valores. Então, a graça vem sobre a vida dos meus “algozes”, vem sobre a minha, ferido pela igreja. A graça é o favor que você e eu não merecemos, mas temos.

Escrevi certa vez que a graça também nos desconcerta. Já imaginou o assassino das 12 crianças no Rio de Janeiro, não morresse mas se convertesse? Você iria amá-lo? E seguindo as tendências do evangelho atual, ele poderia se arrepender no mesmo momento, procurar uma igreja e buscar em Deus tudo o que o inimigo “roubou” dele, se apoderar das bênçãos, buscar uma ungida, uma casa e um carro (e que sabe um ipod, não?). Você se opõe a minha forma de pensar, talvez por que eu esteja colocando tudo de uma forma muito simplista, mas no fim das contas a igreja quer ver justiça, e não misericórdia, culpados e não perdão, ódio e não amor. Estes somos eu e você.

Um Rápido Comentário

Na verdade, estava refletindo sobre isto a semana toda, sobre o legalismo. Se o “pode-nao-pode” eh tao ruim, pq Deus enfatizou isto naquela cultura? Acredito que Israel se preparava p ser uma nacao, o q exigiam leis. Hoje em dia, tudo eh permitido, pq “Deus nao ve como ve o homem, mas ve o coracao”. Entao, a santidade eh relativa? O que eh pecado p mim nao eh para outros? Sabemos que sim. Entao, afinal de contas, santidade eh ou nao eh o privar-se da amizade com o mundo e de uma vida no pecado?

A graca responde a questao. Mundo eh mundo, e pecado nao deixou de se-lo. A graca torna Deus universal, amando cada cultura diferente de Israel, amando cada pessoa e esta, respondendo a Deus de forma sincera. A graca nao eh para uma, mas para Deus salvar as nacoes.

escrito do celular.

Não entendeu? Isto foi um comentário deste post: http://wp.me/pVajQ-du

Não Acredito no Evangelho da Dor

Contato.

Bíblia em 4 Estações – dia 32

Leitura de hoje: Êxodo. 7, 8, 9.

Por Wellingon Santos

Com tantos membros importantes aonde poderíamos estabelecer um grau de importância significativo, Deus escolheu o coração. Enganoso, escuso, lindo e sujo. O coração do rei, apenas Deus tem o acesso de forma a muda-lo – e nós o fazemos, através das nossas orações, o que de alguma forma, movem Deus…

Meu coração e o seu já foram feridos, abusados, mas também tivemos bons momentos. Ele nos acompanhou naquele belo dia em que você se apaixonou pela primeira vez! E o que dizer de nossos sentimentos por Jesus?! Oh, Ele é a fonte do nossos corações (?)! Ele faz jorrar águas limpas e vivas, fluindo para a vida eterna! Mas perceba a obstinação de Faraó em que, a cada novo ponto de decisão, retorna ao seu estado original… seria tão difícil mudar maus hábitos?!

Deus nos trouxe a resposta nestes trechos. Ele decidiu endurecer o coração do líder daquela nação, para que todas soubessem que Ele – O Deus dos Hebreus, era o Senhor de toda a terra! Sabe, a alguns ano atrás, convivi com líderes frios espiritualmente e que me desacreditavam. Eu me imaginava capaz de promover a mudança aonde estava, e mais do que isto, achava que através de mim, Deus promoveria um avivamento lá. Mas o coração do ‘rei’ parecia inabalável, e minhas esperanças começaram a esvair…

Você já assistiu a um fantástico filme estrelado por Jodie Foster chamado “Contato”? O filme mostra a mesma fazendo contato com seres de outro planeta. No contato, nada é revelado, o alienígena se mostra a imagem de seu pai – para que ela não se assuste, e ela embarca em uma batalha judicial para provar o que viu. Sabe o que o filme nos ensina? Que um coração obstinado pode mudar, principalmente em face ao imenso desconhecido que são as nossas vidas. O que é a vida? Provérbios diz que é um sopro, que logo se esvai. Existe muito amor depositado em nós, e grande parte dele não é retribuído. De alguma forma, Deus endurece o coração de alguns para promover a Sua glória de maneira assustadoramente global. Outros de nós, paramos no estágio preliminar do tratamento intensivo de Deus…

Quer saber o mais curioso? Deus estava chamando o seu povo do lugar aonde Jacó/Israel morou e morreu, que era a terra de Gosém. Não eram para estar lá, eram para estar no Deserto… Deserto? Sim! Ele nos chamou para sacrificar no deserto! Talvez você esteja em um momento em que se sinta de alguma forma tolhida, diminuída, ou quem sabe, desprezada por seu sistema de liderança, seja ele religiosoou não. Saiba que você não deve habitar em Gosém, mas no Deserto. É aonde João Batista começou a preparar o caminho do Senhor. É aonde passamos a maior parte de nossas vidas. E saiba que, para Deus promover milagres, pestes e dor vão atingir você. Como você pode perceber, o povo de Israel foi atingido muitas vezes pelo juízo de forma “injusta” (lembram-se de Jó?).

Como o coringa de Health Ledger diz em Cavalerio das Trevas: “Tudo faz parte do plano”. E como Deus falou: “Para que me adorem no deserto”.

Deserto: O melhor lugar em Deus no mundo todo!

Vislumbres do Reino

John Thomas pastor batista da sonolenta cidade litorânea de Fish Hoek, ouviu falar do alto índice de infecções da AIDS numa favela da vizinhança e, investigando mais, ficou chocado ao descobrir que 70% dos alunos de sexta a sétima séries eram sexualmente ativos. Mais ainda, ele começou a ver uma ligação direta entre a pobreza e a AIDS. “É possível que uma mãe faça sexo com cinco ou seis homens diferentes num esquema normal” disse-me ele. “O contao da segunda-feira paga a escola das crianças, o da terça paga as contas da casa, o da quarta a quitanda e assim por diante. Aos olhos dela. isso é sobrevivência, não prostituição. Se ela for infectada e não tomar os devidos cuidados, pode transmitir a doença a todos os seus parceiros, que por sua vez a passarão para outros. As histórias das crianças são ainda mais comoventes. Conheci uma menina de treze anos que vendeu sua virgindade a um homem em troca de uma refeição no McDonald’s. Conheci outra de catorze anos que afirmava fazer sexo sempre que pudesse porque isso a ajudaria a pegar AIDS e assim logo estaria morta. Não tinha nenhuma esperança de conseguir um emprego ou um jeito de sair da pobreza”.

Thomas foi em frente e fundou um programa chamado Esperança Viva, que inclui um albergue e um centro de prevenção, bem como programas assistenciais para aidéticos sem-teto e dependentes químicos. Sua igreja tem um orçamento de 400 mil dólares e um quadro de dez funcionário; Esperança Viva tem um orçamento de 1,2 milhão de dólares e um quadro de 180 funcionários em tempo integral. Vem gente do mundo inteiro, interessada em ver a diferença que a única igreja comum pode fazer. “Nós, na verdade, não aprendemos essas coisas em seminários”, diz Thomas soltando uma risada. “Mas eu voltei e estudei tudo o que Jesus tinha a dizer sobre os pobres, e não tive escolha a não ser corresponder”

Livro: Pra que Serve Deus
Autor: Philip Yancey
Pag 150

Post Original

Venha crer comigo!

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.